Ophthal já realiza cirurgias com o novíssimo NGENUITY® – Sistema de Visualização 3D
9 de março de 2018
Dicas para prevenir a perda da visão na retinopatia diabética
20 de abril de 2018

Fazer a correta higiene ocular é muito importante para ter uma visão perfeita e saudável. Por isso, os cuidados devem ser diários. O olho está exposto a bactérias, vírus, poluição, vento, uso de maquiagem, entre outros riscos, que podem causar sérios problemas de saúde e prejudicar a qualidade de vida.

A maioria das pessoas acredita que lavar o rosto é suficiente para manter os olhos limpos. Entretanto, alguns indivíduos têm mais tendência para formação de terçol (processo inflamatório na borda da pálpebra), secreções e caspas na borda dos cílios. A maquiagem usada também deve ser completamente removida, pois as glândulas presentes na borda das pálpebras podem ser obstruídas, irritando a pele em volta dos olhos e prejudicando a qualidade das lágrimas.

A falta da higiene da pálpebra contribui para o ressecamento ocular ou Síndrome do Olho Seco. Essa é uma das condições mais comuns na oftalmologia e pode gerar processos inflamatórios graves que prejudicam toda a estrutura do olho, predispondo o paciente a infecções e que em última análise podem diminuir a qualidade da visão. Embora afete todas as faixas etárias, de acordo com um estudo publicado pela Sociedade Brasileira de Oftalmologia (SBO), as doenças da pálpebra ocupam o segundo lugar das principais causas de doenças oculares em crianças.

As inflamações mais comuns são as conjuntitives e as blefarites. A conjuntitive é uma inflamação na membrana transparente e fina que reveste a parte da frente do globo ocular (o branco dos olhos) e o interior das pálpebras, podendo ser aguda ou crônica, proveniente de várias causas e afetar um ou os dois olhos. Já a blefarite (caspa nos olhos) atinge as glândulas da borda palpebral, que produzem a gordura natural presente na lágrima. Pode haver presença de microorganismos, inchaço, vermelhidão e acúmulo de secreções na pálpebra.

É recomendado que todas as pessoas façam a higiene ocular. Entretanto, algumas situações predispõem o paciente a maior necessidade de limpar os olhos, como terapia de reposição hormonal (homens e mulheres) ou desordens hormonais (deficiência andrógena e menopausa), alergia ocular, acne rosácea, psoríase, atopia, dermatite, caspa, pele oleosa, olho seco, usuários de lentes de contato, doenças sistêmicas como diabetes, artrite, disfunções da tireoide e hipertensão, uso de maquiagem ou cosméticos faciais.

Fonte: Alcon


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0