Ophthal é parceira da Fundação Cafu há 13 anos
26 de outubro de 2017
Ophthal ajuda Lar Infantil Allan Kardec
18 de janeiro de 2018

Dia Mundial do Diabetes: portador deve ter cuidados com a visão

Hoje, 14 de novembro, é o Dia Mundial do Diabetes e é uma boa oportunidade para refletir sobre a retinopatia diabética, uma das três principais causas de cegueiras entre adultos, segundo a Organização Mundial de Saúde. Depois de 15 anos, cerca de 2% das pessoas com diabetes tornam-se cegos, e cerca de 10% desenvolvem perda visual grave. Depois de 20 anos, mais de 75% dos pacientes têm alguma forma de retinopatia diabética.

O diabetes é uma doença progressiva que não oferece grandes riscos ao paciente que mantém a doença sob controle, porém, quando isso não ocorre, a alta concentração de glicose é capaz de afetar seriamente os vasos sanguíneos do corpo, incluindo dos olhos. As pessoas que têm diabetes apresentam um risco de perder a visão 25 vezes maior do que as demais.

Os cuidados do paciente diabético relacionados à visão devem ser redobrados, pois a taxa de açúcar no sangue em nível elevado pode provocar lesões nos vasos do olho, ocasionando a retinopatia diabética, uma doença complexa, capaz de levar à cegueira total.

O que é a retinopatia diabética?
Um material é depositado nos vasos sanguíneos da retina, provocando alterações, difïcultando a circulação e fazendo com que esses vasos fiquem deformados. Essa situação provoca a formação de microaneurismas, que podem causar alterações na retina. O diabetes mellitus é o fator desencadeante dessa doença, que impede o corpo humano de fazer uso adequado de alimentos, especialmente de açúcares. O problema específico é uma quantidade deficiente do hormônio insulina nos diabéticos.

Como é feito o tratamento?
O controle riogoroso do diabetes com uma dieta adequada, uso de pílulas hipoglicemiantes, insulina ou com uma combinação desses tratamentos, prescritos pelo médico endocrinologista, são a principal forma de evitar a retinopatia diabética. Quando ela já está instalada, pode-se optar pela fotocoagulação com raio laser, previnindo hemorragias.

Fotocoagulação por raio laser é o procedimento pelo qual pequenas áreas da retina doente são cauterizadas com a luz de um raio-laser na tentativa de prevenir o processo de hemorragia. O ideal é que esse tratamento seja administrado no início da doença, possibilitando melhores resultados, por isso é extremamente importante a consulta periódica ao oftalmologista.

Fonte: Portal CBO – Veja Bem – Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) 

 


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0